Resumo Este texto é parte de um estudo, cujo objetivo final fora investigar os significados atribuídos aos quintais em narrativas de diferentes gerações de famílias residentes em áreas urbanas no século XXI, na cidade de Salvador, Bahia. Neste artigo, é proposto o estudo dos quintais como locais de resistências e pertencimentos, partindo da necessidade que o sujeito tem de construir um contexto de vida afetivo, associados ao lugar. Sugere-se o uso dos termos “topofilia”, “affectivation” e “liminaridade” como entidades tríades, que ao se complementarem, permitem a compreensão das inter-relações entre o lugar e a família no contexto de desenvolvimento. Palavras-chave: Quintais. Topofilia. Affectivation. Liminaridade. Abstract This text is part of a study whose final objective was to investigate the meanings attributed to backyards in narratives of different generations of families living in urban areas in the 21st century in the city of Salvador, Bahia. In this article, it is proposed the study of backyards as places of resistance and belongings, starting from the necessity that the subject has to build a context of affective life, associated to the place. We suggest the use of the terms "topofilia", "affectivation" and "liminaridade" as triad entities, which, when complemented, allow the understanding of the interrelations between place and family in the context of development. Key-words: Backyards. Topophilia. Affectivation. Liminaridade.

Cardozo F. Reis, W., Ferreira Santos, J.E., Bastos, A. C., Marsico, G., & Rabinovich E., (2018). Encontros afetivos em quintais urbanos: um estudo sobre famílias e sociabilidade no Subúrbio Ferroviário de Salvador-Ba, Ciencia Sociais Unisinos, São Leopoldo, RS, 54(1), 60-69, doi: 10.4013/csu.2018.54.1.06

MARSICO, Giuseppina
Writing – Original Draft Preparation
2018

Abstract

Resumo Este texto é parte de um estudo, cujo objetivo final fora investigar os significados atribuídos aos quintais em narrativas de diferentes gerações de famílias residentes em áreas urbanas no século XXI, na cidade de Salvador, Bahia. Neste artigo, é proposto o estudo dos quintais como locais de resistências e pertencimentos, partindo da necessidade que o sujeito tem de construir um contexto de vida afetivo, associados ao lugar. Sugere-se o uso dos termos “topofilia”, “affectivation” e “liminaridade” como entidades tríades, que ao se complementarem, permitem a compreensão das inter-relações entre o lugar e a família no contexto de desenvolvimento. Palavras-chave: Quintais. Topofilia. Affectivation. Liminaridade. Abstract This text is part of a study whose final objective was to investigate the meanings attributed to backyards in narratives of different generations of families living in urban areas in the 21st century in the city of Salvador, Bahia. In this article, it is proposed the study of backyards as places of resistance and belongings, starting from the necessity that the subject has to build a context of affective life, associated to the place. We suggest the use of the terms "topofilia", "affectivation" and "liminaridade" as triad entities, which, when complemented, allow the understanding of the interrelations between place and family in the context of development. Key-words: Backyards. Topophilia. Affectivation. Liminaridade.
File in questo prodotto:
Non ci sono file associati a questo prodotto.

I documenti in IRIS sono protetti da copyright e tutti i diritti sono riservati, salvo diversa indicazione.

Utilizza questo identificativo per citare o creare un link a questo documento: http://hdl.handle.net/11386/4687319
 Attenzione

Attenzione! I dati visualizzati non sono stati sottoposti a validazione da parte dell'ateneo

Citazioni
  • ???jsp.display-item.citation.pmc??? ND
  • Scopus ND
  • ???jsp.display-item.citation.isi??? ND
social impact